Madalena – A difícil arte de se descobrir e se aceitar

16 Nov
Não é fácil ser o que queremos ser. Não é fácil ser uma pessoa correta que busca sucesso na vida por meios normais de trabalho, estudo ou seja lá o que for, mas mais difícil ainda é aceitar que você tem desejos ou topa coisas diferentes do que a maioria das pessoas “dizem” querer. Me lembro quando tive meu primeiro contato com uma menina, foi quando eu era uma criança ainda com uma amiguinha de bairro. A gente começou a brincar de namoradas e por fim rolou beijinhos e tudo mais. Nessa época não senti nada com isso, era um bincadeira mesmo e nada me passou a cabeça de maldade ou coisa parecida. Anos mais tarde, rolou de fato minha primeira vez. Eu comecei a dançar ballet e uma menina uns dois anos mais velha me olhava diferente. eu sacava, mas não tinha maldade na coisa. Um dia a gente estava ensaiando para uma apresentação muito importante e ia ser em São Paulo num teatrão e tudo mais. O grupo todo tava tenso. Numa hora dos ensaios, acho que o último no dia da apresentação, havia um momento que eu e ela saímos do palco e ficávamos escondidas para uma volta em algo em torno de dois minutos. Eu saia de um lado e ela do outro, mas depois voltávmos juntas no centro, então a gente se encontrava lá atrás. Gente, ela veio toda esbaforida e eu tb, a gente tava rindo muito, pois estava divertido. Me deu um estalo na hora, uma coisa estranha, eu a achei tão linda, tão atraente e ela me olhava dum jeito que poucas me olhou. Me deu vontade de tacar um beijo nela alí na hora e quando ainda estava no meio desse pensamento ela me deu um! Foi demais! Eu gelei de uma maneira e fiquei petrificada alí. Ela voltou como uma doida para o palco e eu devia voltar também, mas não voltei. Tava congelada. Petrificada. Idiotificada….hahahahahah….Todo mundo ria e a professora me comia de broncas, afinal era a horas antes da apresentação e eu nunca havia comido barriga numa apresentação. Mas eu a olhava e ela sorria linda e safadinha….um coisa secreta entre nós…Sim, ela foi minha primeira namoradinha. Foi coisa firme, até min ha mãe ficou sabendo e me apoiou. Não posso reclamar disso. Meus pais são nota 10. Mas me mudei de cidade e a coisa acabou. Entrando na adolecencia eu tinha convicção que era sapatão. E não me importava, mexia com as meninas, dava beijo na boca. Sempre fui grandona e os meninos e meninas me chamavam de mulher macho eu eu não tava nem ai. Queria mesmo era uma menina prá mim. Me mudei muito de cidade nessa época e isso fazia com que conhecesse muita gente e com isso acabava dando para uns carinhas tb….claro que gosto, mas mulher é mulher e vcs aqui sabem o que digo né. Por fim muitos anos se passaram, muitos homens e muitas mulheres. Hoje tenho lá meus “quarenta e uns” e sou adpta do swing com casais, tenho um marido que gosta mais de dar o rabo do que eu. Que lê isso pensa que sou uma puta daquelas, mas que nada, sou uma pessoa que passa pelos mesmos problemas que a maioria aqui. Tenho que me esconder, viajar, contratar pessoas para poder me divertir, evito fazer com amigos ao máximo, ou seja sou uma pessoa que tem frustrações como todas.Porém uma coisa eu consegui. Superei a idéia que amar mulheres e homens é ser louca, sapatão, bi, tri, trans, seja que merda for. Amo meu marido, amo sair com ele com nossos parceiros, me escondo sim, tenho minhas peguetes escondidinhas, ( permitidas pelo maridão né) e estou super feliz em ser assim, sem medos e curtindo os prazeres da vida. Hoje eu sou Madalena, uma mulher completa.
Ontem as meninas me mandaram esse vídeo que me fez lembrar desse filme “Matou a familia e foi ao cinema” e foi por ver o vídeo que me lembrei que quando eu o assisiti foi quando estava na minha transição para minha “aceitação sexual”, então resolvi escrever para contar um pouco dessa fase e ilustar a pedidos dela com esse vídeo de Claudia Raia e Louise Cardoso num trecho do filme onde elas “se descobrem”. Mas a vida é assim né. A maioria que “se descobriu” nunca mais deixou de gostar da coisa…..hahahahahah
Beijos em todos os catinhos de todas vocês e desculpa pela maneira corrida de escrever. TÔ SEM TEMPOOOOOOO!!!!
Curtam o vídeo, mas aluguem o filme…….hahahahah
CLIQUE NA IMAGEM PARA CARREGAR O VÍDEO OU FAZER DOWNLOAD

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: